Agronegócio

Desafios Climáticos no Paraná: Produtores de Feijão Priorizam Qualidade na Produção

2024 word2


:
Pixabay

As adversidades climáticas têm sido um desafio para os produtores agrícolas em todo o país. No Paraná, estado fundamental para a produção de feijão, as projeções apontam para uma queda de 18% na safra atual, segundo a Previsão Subjetiva de Safra (PSS) do Departamento de Economia Rural (Deral). Inicialmente prevista em 800 mil toneladas, a colheita foi revisada para 646 mil toneladas. Apesar dessa redução, espera-se que a produção supere em 34% o ciclo anterior, quando foram colhidas 481 mil toneladas na segunda safra.

Foco na Qualidade

Diante da impossibilidade de aumentar a produção, os agricultores direcionam seus esforços para garantir a qualidade do feijão. Dois aspectos cruciais são o grau de maturidade dos grãos e o percentual de umidade. A colheita deve ser realizada após os grãos atingirem a maturação fisiológica, o ponto máximo de matéria seca.

da Umidade

O controle da umidade é essencial durante e após a colheita. Geralmente, a colheita inicia quando a umidade dos grãos está em torno de 22%, sendo necessário reduzi-la para cerca de 14% a 16% durante a secagem. Manter a umidade em 13% durante o armazenamento é vital para evitar danos e contaminações.

Tecnologia na Agricultura

Para garantir o nível ideal de umidade, alguns produtores utilizam determinadores de umidade, como o 999CP da Motomco. Fernanda Rodrigues da Silva, gerente de Relacionamento ao Cliente da Loc Solution, empresa fabricante do dispositivo, destaca sua importância: “O aparelho ajuda a evitar perdas de colheita devido à umidade excessiva, que pode levar ao desenvolvimento de fungos e outras questões de qualidade.”

Contribuição Tecnológica

A tecnologia portátil oferece uma solução prática para os agricultores, permitindo medições precisas e contribuindo para a gestão eficiente da colheita e a manutenção da qualidade dos grãos. O dispositivo analisa de forma precisa e semi-automática a umidade e a temperatura dos grãos, sendo altamente recomendado para todas as fases do da umidade e qualidade.

Importância para a Segurança Alimentar

Apesar dos desafios climáticos, o controle adequado da umidade dos grãos desde a colheita até o armazenamento é fundamental para garantir a qualidade do produto final, assegurando a competitividade e a segurança alimentar dos consumidores. O Paraná, juntamente com outros estados, continua desempenhando um papel crucial na produção nacional de feijão.

Fonte: portaldoagronegocio

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.