Grupo do Whatsapp Cuiabá
Agronegócio

Cultivo de Peixes na Cesta Básica: Por que é uma Necessidade Urgente?

2024 word1

Os peixes de cultivo devem ser incluídos na lista de carnes da cesta básica nacional com alíquota zero na Reforma Tributária, atualmente em discussão no Federal. A inclusão é justificada por diversos motivos que beneficiariam tanto a nutrição quanto a economia de milhões de brasileiros.

Os peixes nativos, como tambaqui, pirarucu e outras centenas de espécies, são a principal fonte de animal para os habitantes das regiões Norte, Nordeste e -Oeste, especialmente os de baixa renda. Nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste, o consumo de peixes, em especial da tilápia, tem crescido significativamente, tornando-se cada vez mais popular entre as classes C, D e E.

Além de serem criados em todo o ís, os peixes de cultivo são ricos em nutrientes essenciais, como ômega-3, proteínas, minerais e vitaminas do complexo B, entre outros. A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) recomenda o consumo mínimo de 12 kg de peixe por ano por pessoa. No Brasil, o consumo per capita é de aproximadamente 10 kg, englobando todas as variedades de peixes.

Ao invés de penalizar, a reforma tributária deveria promover condições para aumentar o consumo de peixes de cultivo, que são acessíveis em todo o país, possuem baixo e são fundamentais para suprir as necessidades nutricionais da população.

Além da nutrição, a piscicultura é uma atividade crucial para a subsistência de milhões de brasileiros. Cerca de 4 milhões de pessoas dependem diretamente da piscicultura, considerando todos os elos da . Tributar os peixes de cultivo seria taxar um alimento essencial e de alta qualidade nutricional, comprometendo não apenas a dos consumidores, mas também a economia das famílias envolvidas na atividade.

Importância Econô e Social

Tributar peixes de cultivo impactaria negativamente a saúde pública, especialmente das populações mais vulneráveis, ao encarecer uma fonte crucial de nutrientes. Além disso, a piscicultura sustenta milhões de brasileiros que dependem dessa atividade para sua sobrevivência. A manutenção da alíquota zero para peixes de cultivo na cesta básica é, portanto, uma medida de justiça social e promoção da saúde pública.

A inclusão dos peixes de cultivo na cesta básica nacional com alíquota zero é uma necessidade urgente para assegurar uma alimentação saudável e acessível para todos os brasileiros, além de apoiar a economia de milhões de famílias que dependem dessa atividade para seu sustento.

Fonte: portaldoagronegocio

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.