Grupo do Whatsapp Cuiabá
Agronegócio

Como o Tratamento de Sementes com Micronutrientes pode Potencializar a Produção de Cereais

2024 word2


Foto:
Jcomp Freepik

O tratamento de sementes com micronutrientes tem se destacado como um fator crucial para a promoção do crescimento e sustentabilidade da agricultura brasileira. Esses elementos são fundamentais para o estabelecimento saudável das plantas e para maximizar a produtividade e a qualidade dos cereais, como trigo, arroz, , cevada, aveia, centeio e sorgo. Segundo Bernardo Borges, ós-doutor em agronomia pela Universidade de Edimburgo (Escócia) e gerente técnico da BRQ Brasilquímica, esses insumos desempenham um vital nos processos metabólicos e fisiológicos das plantas.

“Os micronutrientes são necessários em pequenas, mas essenciais quantidades para o desenvolvimento das plantas. Molibdênio, cobalto e zinco são particularmente importantes no tratamento das sementes de cereais. O molibdênio, por exemplo, é fundamental para a fixação biológica de nitrogênio, um componente chave no ciclo de desenvolvimento das culturas”, explica Borges, engenheiro agrônomo e doutor pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), onde também lecionou.

Ação dos Micronutrientes

O molibdênio, quando combinado com o cobalto, forma uma dupla dinâmica que garante a absorção eficiente de nitrogênio, essencial para o crescimento inicial vigoroso das plantas. O zinco, por sua vez, ajuda as plantas a resistirem ao estresse ambiental, oferecendo uma vantagem contra as adversidades climáticas cada vez mais frequentes. “Os benefícios desses micronutrientes são claramente observados. Sementes tratadas germinam mais rápido e desenvolvem raízes mais fortes, resultando em lavouras mais robustas e produtivas”, ressalta Bernardo Borges.

A BRQ, conhecida por sua inovação no desenvolvimento de soluções agrícolas e pela qualidade das suas matérias-primas, oferece ao produtos eficazes como QualyFol CoMo e AminoSpeed LEG. QualyFol CoMo proporciona maior absorção e translocação de nutrientes, enquanto AminoSpeed LEG combina aminoácidos e fitormônios aos micronutrientes, promovendo o desenvolvimento das raízes, a nodulação das plantas e a Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN), entre outros processos vegetais.

“Esses produtos foram desenvolvidos para serem compatíveis com a bactéria Bradyrhizobium, garantindo uma aplicação segura e eficaz. Bradyrhizobium é amplamente utilizada na agricultura devido à sua capacidade de fixar nitrogênio, promovendo o crescimento saudável e sustentável das culturas. Nosso processo de fabricação é um diferencial, oferecendo aos clientes uma solução superior para um futuro mais resiliente na produção de alimentos, em uma abordagem que beneficia o solo sem causar impactos ambientais negativos”, complementa Fábio Fernandes, diretor industrial da BRQ.

A adoção de tratamentos com micronutrientes nas sementes representa um avanço significativo para a agricultura, proporcionando cultivos mais eficientes e sustentáveis, além de contribuir para a resiliência do setor agrícola frente às mudanças climáticas e outras adversidades.

Fonte: portaldoagronegocio

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.