Grupo do Whatsapp Cuiabá
Agronegócio

Atualização de Rebanhos da ADAPAR: Regularização Alcança 85,5% dos Produtores

2024 word1

A campanha de atualização de rebanhos de 2024, promovida pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), encerrou na última segunda-feira (01/07) com 85,5% das explorações pecuárias regularizadas. Os produtores que não cumpriram o prazo estão sujeitos a penalidades legais, como multas, e ficam impedidos de obter a Guia de Trânsito Animal (GTA), essencial para a movimentação de animais entre propriedades e para abate em frigoríficos.

Resultados Positivos e Desafios Regionais

O relatório divulgado pela Adapar na terça-feira (02/07) revela que 46 municípios do Paraná finalizaram a campanha com 100% de suas explorações regulamentadas, enquanto 293 municípios superaram a marca de 80% de regularização. No entanto, 22 municípios apresentaram índices inferiores a 60%, com os menores registros em Jaguariaíva (45,4%), Curitiba (44,1%), Quatro Barras (43,3%), Mandirituba (40,9%) e Pinhais (39,2%).

Esforços Contínuos e Busca Ativa

Produtores que ainda não atualizaram seus cadastros podem fazê-lo espontaneamente nas unidades físicas da Adapar. A agência também iniciará uma busca ativa para identificar rebanhos com cadastro desatualizado, o que pode resultar em multas. A atualização deve abranger todas as espécies animais presentes na propriedade, incluindo bovinos, búfalos, equinos, asininos, muares, suínos, ovinos, caprinos, aves, peixes, colmeias de abelhas e bicho-da-seda.

Importância da Atualização Cadastral

O Departamento de Animal destaca que o Paraná possui 155 mil propriedades e mais de 191 mil explorações pecuárias, abrigando aproximadamente 8,6 milhões de bovinos, 7 milhões de suínos, 20 mil aviários, 240 mil equídeos, entre outros animais. Apesar do progresso, 27.893 explorações ainda não foram atualizadas, representando 14,6% do total.

Monitoramento e Segurança

Rafael Gonçalves Dias, chefe do Departamento de Saúde Animal da Adapar, enfatiza que manter os cadastros atualizados é uma responsabilidade crucial para os produtores rurais. “Essa prática não só beneficia os próprios produtores, mas também fortalece a e a pecuária do nosso estado como um todo”, afirma Dias. A atualização dos cadastros permite um monitoramento mais eficaz da saúde dos rebanhos, auxiliando na identificação e controle rápido de surtos de doenças, prevenindo perdas e garantindo a qualidade dos produtos agropecuários. Isso também contribui para um planejamento eficaz de políticas públicas, rastreabilidade e segurança alimentar.

Para mais informações sobre a campanha de atualização de rebanhos e como regularizar sua propriedade, os produtores podem procurar as unidades da Adapar ou acessar os canais de atendimento da agência.

Fonte: portaldoagronegocio

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.