Grupo do Whatsapp Cuiabá
Notícias

Alerta: Secretaria de Saúde de Cuiabá alerta para risco de Febre Oropouche

2024 word3
CRM Com Automação Canal Mídia

Única News

Da Redação

A Diretoria de Vigilância em Saúde de Cuiabá, por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), emitiu um alerta para a comunidade sobre o risco crescente de Febre Oropouche (FO). Esta medida tem como objetivo reforçar a vigilância e detecção precoce de casos suspeitos em Cuiabá e surge em resposta aos diversos da doença registrados em várias regiões, incluindo o Brasil, Equador, , Panamá, Peru e Trinidad e Tobago ao longo de 2024.

Os surtos têm afetado pessoas de todas as idades e gêneros, com crianças e jovens sendo os mais impactados, especialmente em populações previamente expostas. No Brasil, até o dia 24 de fevereiro de 2024, foram detectadas 2.104 amostras positivas do vírus, com a maioria concentrada na região Norte, principalmente no Amazonas. Apesar disso, casos isolados em outras regiões, como um confirmado no Rio de Janeiro com histórico de viagem ao Amazonas e nove casos confirmados no Pará, ressaltam a importância da vigilância e detecção precoce da doença. Até o momento, não há casos confirmados da doença em Cuiabá e no estado.

A Febre Oropouche é uma doença causada por um arbovírus, transmitido pela picada de mosquitos vetores do gênero Culicoides paraensis e Culicoides insignis, conhecidos como “maruim” ou “porvinha”. Os sintomas incluem febre súbita, dor de cabeça, dor muscular, dor articular, tontura, sensibilidade à luz, náuseas, vômitos e, em casos mais graves, complicações no sistema nervoso central e manifestações hemorrágicas. É importante considerar a Febre Oropouche em pacientes com esses sintomas, especialmente quando os exames para Dengue, Chikungunya e Zika apresentam resultados negativos.

As medidas de prevenção e controle visam diminuir a proliferação do mosquito vetor, incluindo a eliminação de locais onde eles se reproduzem e descansam, como áreas úmidas e ricas em matéria orgânica. A urbana, o saneamento e o uso de repelentes são essenciais para o controle do vetor.

Qualquer caso suspeito da doença deve ser comunicado à Vigilância Epidemiológica de Cuiabá em até 24 horas, por meio do WhatsApp (65) 99206-8618. Para viajantes que apresentem os sintomas, é importante procurar assistência , relatando o trajeto da viagem, especialmente se incluir áreas afetadas pela Febre Oropouche.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  –  GRUPO 2  –  GRUPO 3

Fonte: unicanews

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.