Grupo do Whatsapp Cuiabá
Agronegócio

Embrapa Gado de Leite: Custos de Produção de Leite Mantêm Queda em Abril

2024 word3
CRM Com Automação Canal Mídia

O custo de produção do leite, avaliado pelo Índice de Custo de Produção de Leite (ICPLeite/Embrapa), registrou uma queda de -1,5% em abril, marcando o terceiro mês consecutivo de recuo. O primeiro quadrimestre do encerrou com uma de custos de produção de -4,8%. Em comparação com abril de 2023, houve uma redução de -5,6% nos custos.

A principal responsável por essa diminuição foi o grupo de alimentos concentrados, com uma queda de -4,5%, equivalente a três vezes a redução total nos custos de produção. Ração comprada, farelo de soja, trigo e fubá de milho apresentaram quedas significativas. O grupo de Qualidade do Leite também teve uma redução de -2,9%. Enquanto o grupo de Minerais registrou uma diminuição, embora mais modesta, de -0,1%.

Por outro lado, o grupo de Volumosos registrou um aumento de 1,5%, impulsionado pelo aumento nos custos de combustíveis, um componente importante na produção desse tipo de alimento. Além disso, dois outros grupos que compõem o ICPLeite/Embrapa também tiveram aumento nos custos em abril: Energia e com alta de 0,7%, e Sanidade e , com aumento de 0,2%. O grupo de Mão de Obra não apresentou variação em março.

No acumulado do primeiro quadrimestre do ano, o custo de produção de leite registrou uma queda de -4,8%, impulsionado pelos grupos alimentares, que tiveram uma queda significativa nos preços. O grupo de Concentrado registrou a maior queda, com -13,1%, seguido por Volumosos (-3,0%) e Minerais (-0,4%). O grupo de Qualidade do Leite também teve uma redução expressiva nos custos no quadrimestre, com -5,1%.

Em contrapartida, três grupos registraram aumento significativo nos custos que compõem o ICPLeite/Embrapa. O grupo de Mão de Obra teve um aumento de 5,7%, Sanidade e Reprodução, 2,9%, e Energia e Combustível, 1,2%.

Nos últimos doze meses, a variação dos custos de produção foi de -5,6%, com os três grupos alimentares apresentando variações negativas expressivas. O grupo de Minerais registrou a maior queda, com -14,9%, seguido por Concentrado, -13,4%, e Volumosos, -9,9%. O grupo de Qualidade do Leite registrou uma variação negativa de -5,7%.

Durante 2023, houve dois períodos distintos de variação nos custos. Entre abril e junho, foram registradas quedas contínuas, seguidas por um aumento contínuo até janeiro deste ano. A partir daí, os custos tiveram três meses consecutivos de queda, atingindo em abril de 2024 o menor patamar dos últimos doze meses.

: portaldoagronegocio

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.