Agronegócio

Desembolso do Plano Safra 2023/24 atinge R$ 373,4 bilhões em onze meses: o que esperar para o próximo ano?

2024 word3

Com um mê restante para o início do novo Plano Safra, o desembolso de crédito rural referente ao Plano Safra 2023/24 já atingiu a marca de R$ 373,4 bilhões entre julho de 2023 e maio de 2024. Este valor representa um crescimento de 13% em comparação ao mesmo período da safra anterior.

Os financiamentos destinados ao custeio somaram R$ 205,4 bilhões, enquanto as linhas de investimentos totalizaram R$ 90,6 bilhões. As de comercialização chegaram a R$ 48,5 bilhões e as de industrialização a R$ 28,9 bilhões. No período de onze meses, foram realizados 2.025.768 contratos, dos quais 1.531.980 foram no âmbito do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e 175.511 no Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural).

Os pequenos e médios produtores rurais receberam, respectivamente, R$ 54,5 bilhões pelo Pronaf e R$ 46,8 bilhões pelo Pronamp, abrangendo todas as finalidades de financiamento. Outros produtores firmaram 318.277 contratos, que resultaram em R$ 272 bilhões liberados por instituições financeiras.

O valor total de R$ 373,4 bilhões corresponde a 86% do montante programado para a atual safra, que é de R$ 435,8 bilhões para produtores de todos os portes. Especificamente para a agropecuária empresarial (médios e grandes produtores rurais), o crédito rural aplicado atingiu R$ 318,9 bilhões de julho a maio, registrando um de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior, e correspondendo a 88% do total programado pelo governo, de R$ 364,2 bilhões.

Investimentos em Equipamentos e Modernização

No segmento de investimentos agropecuários, o Pronamp alcançou R$ 4,4 bilhões, um crescimento de 105%. Os financiamentos do Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota) somaram R$ 7,2 bilhões, indicando um aumento de 56% em relação ao mesmo período da safra anterior.

Entre as fontes de recursos do crédito rural, os recursos livres equalizáveis chegaram a R$ 12 bilhões, um aumento significativo de 192% em relação ao período correspondente da safra anterior. A de Crédito do Agronegócio (LCA Livre) também teve um papel fundamental, representando 48% do total das aplicações da agricultura empresarial, com R$ 152 bilhões, um aumento de 74% em comparação ao mesmo período da safra passada, quando essa fonte representava 31% (R$ 87 bilhões) do total.

Os dados apresentados são provisórios e foram extraídos no dia 5 deste mês do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (Sicor/BCB), que registra as operações de crédito informadas pelas instituições financeiras autorizadas. Dependendo da data de consulta no Sicor, podem ocorrer variações nos dados ao longo dos trinta dias seguintes ao último mês considerado.

Fonte: portaldoagronegocio

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.