Turismo

Investimento em turismo para reconstrução do Rio Grande do Sul, defende Freixo

2024 word1

A retomada do setor turístico será fundamental para a recuperação econômica do Rio Grande do Sul, um dos principais destinos escolhidos por turistas no Brasil e que foi gravemente atingido por inundações no último mês. A avaliação é do  presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Marcelo Freixo.

“O turismo será um instrumento de recuperação e reconstrução da economia do Rio Grande do Sul. É claro que tem etapas de prioridades, no momento tem toda a reconstrução, limpeza e saúde pública. Mas desde agora temos que programar como será essa recuperação”, disse Freixo à Agência Brasil, após participar de gravação do programa DR com Demori, da TV Brasil.

Segundo Freixo, já foram realizadas reuniões com o governador do estado, Eduardo Leite, e com representantes do setor turístico do Rio Grande do Sul para iniciar um planejamento de recuperação, tanto do turismo terrestre como do aéreo, que passa pela reabertura do aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, interditado há mais de 30 dias após ser atingido pelas inundações.

Freixo lembra que, além de destinos conhecidos como Gramado, Canela e a região das vinícolas, o estado conta com um turismo terrestre internacional, por causa da proximidade com países como Argentina, Uruguai e Paraguai. “A previsão [de retomada do funcionamento] do aeroporto é no final do ano, mas a gente quer recuperar o terrestre antes disso e usar outros aeroportos com a dinâmica de alguns eventos possíveis naquelas cidades que se recuperarem primeiro”, disse.

A estimativa do governo estadual é que serão necessários em torno de R$ 1 bilhão apenas para recuperar o setor turístico.

Até o momento, a 52ª edição do Festival de Cinema de Gramado está confirmada para o próximo mês. No fim do ano, a cidade turística realiza o Natal Luz, que também atrai milhares de turistas para a Serra Gaúcha.

Medidas

Nesta quarta-feira (5), o governo federal anunciou medidas para retomada do turismo no estado. Entre elas, estudo sobre a ampliação do aeroporto de e implantação de um aeroporto nas cidades de Torres e Canela.

O ministro do Turismo, Celso Sabino, informou que a pasta já disponibilizou R$ 200 milhões do Geral de Turismo para financiar atividades turísticas afetadas pelas chuvas, como capital de giro, compra de equipamentos e . Do total, R$ 100 milhões foram aportados e a outra metade será liberada com novas contratações.

A pasta irá divulgar os destinos turísticos gaúchos durante a Feira Internacional de Turismo, que ocorrerá em setembro, em Buenos Aires, além do lançamento de uma campanha publicitária para que os turistas brasileiros mantenham as viagens ao estado, como forma de contribuir para a recuperação da economia local, informou o ministro da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta.

Fonte: viagemeturismo

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.