Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Lula nomeia Pimenta para o cargo no Ministério de Reconstrução do Rio Grande do Sul

2024 word2

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro Paulo Pimenta para comandar o Ministério Extraordinário de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul. O ato foi assinado nesta -feira, 15, em cerimônia realizada no município gaúcho de

Com a nova nomeação de Lula, o ministro Paulo Pimenta, que deixa a (Secom) para comandar os trabalhos de recuperação do Estado. O secretário-adjunto de imprensa da Presidência da República, Laércio Portela, deve assumir interinamente a pasta.

A partir do anúncio do novo cargo, Pimenta deve instalar um no Rio Grande do Sul para iniciar seus trabalhos. O Ministério Extraordinário terá como papel principal coordenar as ações do Estado juntamente com o governador do RS, (PSDB), prefeitos dos municípios atingidos e os demais ministros de Lula.

Pelas redes sociais, Paulo Pimenta publicou a ida para a nova pasta. “Obrigado, presidente Lula, pela confiança ao me escolher para esta nova missão como ministro do Ministério Extraordinário de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul.”

“Junto com cada gaúcho e cada gaúcha, faremos o nosso estado feliz de novo”, acrescentou. Pimenta é gaúcho, deputado eleito pelo PT, e tido como um dos nomes do partido para concorrer a governador do Rio Grande do Sul em 2026 —quando Eduardo Leite não pode mais concorrer. 

Até a noite desta quarta-feira, a Defesa Civil já havia confirmado 149 mortes, 806 feridos e 108 desaparecidos. A tragédia no Estado atinge 2.144.124 moradores de 452 municípios gaúchos.

O ministro escolhido por Lula para comandar o órgão federativo no Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, já se destacou em meio à tragédia no Estado. Mas não por ações voltadas diretamente aos moradores atingidos. Pediu ao ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, que a Polícia Federal (PF) abrisse um inquérito para apurar “fake news” sobre a situação do RS.

Em áudio vazado em reunião com outros ministros,  com quem espalhasse “fake news”. Aque, inclusive, visa a apurar declarações feitas por deputados de oposição ao governo de Lula.

No Supremo Tribunal Federal, a ministra . A  alega que o governo está usando a tragédia do RS para “perseguir opositores”. Nesta terça-feira, 14, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) .

Paulo Pimenta, deve prestar esclarecimentos quanto à aberta na Polícia Federal (PF) sobre as “fake news” relacionadas às fortes enchentes que atingem o Rio Grande do Sul.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.