Grupo do Whatsapp Cuiabá
Notícias

Descubra como identificar as hepatites, doenças silenciosas no Julho Amarelo

2024 word2

Celebrado em 28 de julho, o Dia Mundial Contra as Hepatites Virais foi criado para promover informações sobre essas doenças, muitas vezes silenciosas. De maneira mais ampla, durante todo o mês, a campanha “Julho Amarelo” busca alertar sobre os riscos, de contágio e a importância do diagnóstico precoce.

“As hepatites virais são infecções do fígado, causadas por diferentes vírus, levando à inflamação e danos às células hepáticas. Existem 5 tipos principais de hepatites virais, classificadas com base no vírus causador”, explica o infectologista e consultor médico do Sabin Diagnóstico e Saúde Marcelo Cordeiro.

Um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado neste ano, revela que as mortes por hepatites virais têm aumentado. A já é a segunda principal causa infecciosa de óbitos em nível mundial, com 1,3 milhão de mortes por ano. Deste total, 83% foram causadas pela B e 17% pela hepatite C.

Tipos

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde (MS), as hepatites mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C; e com menor frequência pelo vírus D (mais comum na região Norte) e E, bem menos frequente no país.

As hepatites dos tipos A e E são transmitidas por via oral-fecal, de uma pessoa doente para outra saudável, e por meio de alimentos ou água contaminados. Já as hepatites B, C e D são transmitidas, principalmente, por contato com sangue contaminado.

“A hepatite D ocorre apenas em pessoas infectadas com o vírus da hepatite B”, afirma o infectologista do Sabin.

O Ministério da Saúde ressalta que, na maioria das vezes, as hepatites são infecções silenciosas. Entretanto, quando há sintomas, os mais comuns são: cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e amarelados, urina escura e fezes claras.

Diagnóstico

Marcelo Cordeiro explica que o diagnóstico para as hepatites costuma ser feito com testes para pesquisa de anticorpos ou antígenos contra os vírus. O procedimento pode variar entre exames de sangue mais completos ou em testes rápidos específicos para cada tipo da doença.

“Os testes de antígenos e anticorpos detectam a presença de antígenos virais, como o HBsAg para hepatite B, ou anticorpos contra os vírus, como anti-HCV para hepatite C. Há também o exame PCR (Reação em Cadeia da Polimerase), que detecta o material genético dos vírus (RNA ou DNA) e é usado para confirmar a infecção ativa e medir a carga viral”, afirma o especialista.

Pelo fato de as infecções estarem ligadas ao fígado, o médico explica que também pode ser indicado o Teste de Função Hepática, que avalia os níveis de enzimas hepáticas (ALT, AST) para detectar o grau de dano ao órgão.

“Outros exames podem ser utilizados, tais como o de Biópsia Hepática, feito com uma amostra de tecido do fígado, para avaliar o grau de inflamação e dano hepático, embora seja menos comum hoje, devido ao avanço de testes não invasivos, como o Fibroscan (elastografia), que também avalia a fibrose hepática”, pontua.

Prevenção e tratamento

Dentre as orientações de prevenção para as doenças estão a importância de vacinação contra a e hepatite B, e a adoção de cuidados comportamentais.

“É importante lavar corretamente as mãos, consumir água potável e alimentos bem cozidos para prevenir hepatite A e E. Em relação à segurança sanguínea e de fluidos corporais, use somente agulhas e seringas descartáveis, faça uso de preservativos durante o sexo e tenha uma triagem rigorosa de sangue em caso de transfusões para prevenir hepatites B, C e D”, orienta Marcelo Cordeiro.

O tratamento das hepatites varia conforme o tipo. Enquanto a hepatite A geralmente não necessita de tratamento específico e o corpo elimina o vírus naturalmente, as hepatites B e C podem requerer medicamentos antivirais que, quando administrados corretamente, têm altas taxas de sucesso. No caso das hepatites D e E, o tratamento é para controlar o dano hepático, pois não há antivirais específicos contra esses tipos da doença.

(Com Assessoria)

Fonte: olivre.com.br

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.