Grupo do Whatsapp Cuiabá
Mundo

Viúva de Alexey Navalny, Yulia Navalnaya, é presa por decisão do Tribunal Russo

2024 word2

Um tribunal de Moscou decretou a prisão de Yulia Navalnaya, do ativista e líder oposicionista Alexei Navalny, morto em fevereiro em uma penitenciária no Ártico russo.

Segundo a decisão, Navalnaya, que reside fora da Rússia, não colaborou com investigações sobre sua suposta ligação com a Fundação Anti-Corrupção, classificada como ‘organização extremista’ pela Justiça russa.

“Yulia Borisovna Navalnaya escondeu-se das autoridades de investigação preliminar e, portanto, está na lista de procurados“, afirmou o Tribunal Distrital de Basmanny em comunicado no Telegram.

“O tribunal atendeu ao pedido da promotoria e determinou uma medida preventiva na forma de detenção por um período de dois meses”, acrescentou o texto. “O período é calculado a partir do momento da extradição para o território da Federação Russa ou a partir do momento da detenção no território da Federação Russa.”

Desde a prisão de Alexei Navalny, em janeiro de 2021, Yulia Navalnaya ganhou destaque na política russa. Ele foi preso ao retornar à Rússia depois de um tratamento médico no exterior por envenenamento. Condenado a mais de 20 anos, foi enviado a uma colônia penal no Ártico, onde em fevereiro.

O funeral de Navalny em Moscou atraiu multidões, e atos de apoio em toda a Rússia foram reprimidos. Depois da morte do marido, Yulia Navalnaya intensificou as críticas ao governo russo por meio de entrevistas e reuniões com líderes internacionais, incluindo uma tentativa da Casa Branca de aproximá-la da primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska.

Yulia Navalnaya ironizou pedido de prisão

Na terça-feira 3, depois do pedido de prisão, Yulia Navalnaya ironizou a decisão em suas redes sociais.

“Ah, qual não será o procedimento usual?”, questionou. “Me declarar agente estrangeira, depois a abertura de um processo criminal, depois uma prisão?! Ao escrever sobre isso, por favor, não se esqueça de escrever o principal: Vladimir Putin é um assassino e um criminoso de guerra. Seu lugar é na prisão, e não em algum lugar de Haia, em uma cela aconchegante com TV, mas na Rússia — na mesma colônia e na mesma cela de 2 por 3 metros em que ele matou Alexei.”

Desde 2021, vários aliados de Navalny foram condenados por associação com a Fundação Anti-Corrupção e tiveram a prisão decretada. Muitos, incluindo advogados, deixaram a Rússia antes das sentenças. O Kremlin não comentou a decisão.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.