Política

Tarcísio alerta: PCC controla 1,1 mil postos de gasolina e planeja expansão do grupo

2024 word1

Durante a 17ª edição da , o governador de São Paulo (SP), Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que o Primeiro Comando da Capital (PCC) controla 1,1 mil postos de gasolina, além de iniciar a aquisição de usinas de etanol.

“O PCC não vai pagar o preço justo pela cana-de-açúcar”, disse Freitas, na quinta-feira 16. “A facção vai chantagear o produtor para pagar um preço menor, ele vai usar a força para isso.”

Tarcísio de Freitas
O governador de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas, durante sessão plenária na Alesp | : Marco Galvão/Alesp

Freitas observou ainda que a derrubada de biomas é provocada pelas organizações criminosas. “Quando se fala em desmatamento da Amazônia, e, às vezes, se quer atribuir a responsabilidade ao agronegócio, se esquece que boa parte do desmatamento ocorre pelas mãos do crime organizado, que detém o comando da maioria absoluta dos garimpos na região Norte”, disse o governador de São Paulo, ao mencionar que a lavra irregular também está nas mãos do Comando Vermelho.

De acordo com o governador, há ainda dois problemas a serem enfrentados no que diz respeito às facções: a lavagem de dinheiro, que ocorre por meio da infiltração do crime em negócios lícitos, e o domínio territorial. “O que aconteceu na Baixada Santista foram confrontos em função de uma reconquista do território”, constatou Freitas. “Isso é fundamental.”

Além de Freitas, participou do evento do Itaú o governador de Minas Gerais (MG), Romeu Zema. No ato, ambos compartilharam com cerca de 500 investidores as possibilidades de investimentos em SP e MG.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.