Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Parlamentares da oposição celebram o triunfo de Javier Milei nas eleições argentinas

2024 word2

A Javier Milei na Argentina fez parlamentares de oposição ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da comemorarem nas redes sociais.

Filho do ex-presidente Jair Bolsonaro — que apoiou Milei contra o peronista Sergio Massa — o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) disse que a vitória do economista representa a “liberdade da Amé Latina” e que tem certeza de que o liberal “fará o melhor” pela Argentina.

“Pouco a pouco vamos vencendo a esquerda e o comunismo na ”, escreveu o senador. “Que a Argentina seja um exemplo e apenas a primeira de muitas mudanças para melhor no nosso continente. Milei é um passo decisivo rumo à liberdade da América Latina!”

Ex-ministro do governo Bolsonaro, o senador e líder do PP, Ciro Nogueira (PI) destacou que a Argentina “disse não ao PT de lá” e que a vitória de Milei representa uma “autocrí para a esquerda sul-americana”.

“Hoje é dia de autocrítica para a esquerda sul-americana, leia-se PT”, escreveu Ciro. “A vitória de Milei prova que desprezar o déficit público, cair no populismo, governar para um partido e não para o país tem limite. A Argentina disse não ao PT de lá, tão apoiado pelo PT daqui. A liberdade avança!”

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-), filho do ex-presidente, disse que a eleição argentina é a “maior derrota da história do kirchnerismo”. “Milei sem poder, sem estrutura, com um movimento iniciado há cerca de três anos”, redigiu. “La Libertad Avanza consolida-se como um fenômeno! Grande derrota da esquerda nefasta que por onde passou deixou miséria e mortes.”

Líder da oposição no Senado e ex-ministro de Bolsonaro, Rogério Marinho (PL-RN) desejou que o “exemplo” da Argentina seja “seguido por toda a América Latina”. “Liberdade!!! O pulso ainda pulsa”, escreveu.

O deputado federal (Novo-RS) disse que Milei é a “nova esperança” do povo argentino e para o Brasil. “Parabéns ao povo argentino”, escreveu o parlamentar. “Viva la liberdad.”

Presidente eleito da Argentina, Javier Milei, da direita, é crítico de “comunistas”

Javier MileiJavier Milei
Javier Milei Criticou Seu Concorrente, Sergio Massa, Por Usar O Medo Para Se Promover Na Campanha Eleitoral Na Argentina | Foto: Reprodução/Wikipedia

A vitória de Javier Milei representa um baque para esquerda de dentro e de fora da Argentina. Responsável por tirar o peronismo e o kirchnerismo do poder, ele tem histórico de criticar publicamente atores “progressistas” no cenário mundial.

Enquanto candidato, o membro da coligação A Liberdade Avança afirmou que deixaria de manter relações comerciais com o Brasil e com a China.

Na semana passada, ele classificou o presidente , Luiz Inácio Lula da Silva, como . Partido de Lula, o PT anunciou formalmente .

Como presidente da Argentina, Milei terá de encarar problemas a serem deixados pela esquerda. Atualmente, o país registra . Desvalorizado, cada peso vale, no câmbio oficial, US$ 362. Indicadores divulgados em setembro mostram que a pobreza tornou-se problema para cerca de .

Leia também: “‘As tentativas de argentinizar o Brasil serão frustradas’”, com o economista publicado na Edição 188 da

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.