Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Pacheco, Lira e outros políticos enviam felicitações a Javier Milei pela conquista eleitoral na Argentina

2024 word3

Os presidentes do Congresso Nacional e da Câmara dos Deputados Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e Arthur Lira (PP-AL), respectivamente, parabenizaram, nesta segunda-feira, 20, Javier Milei por vencer as eleições na Argentina.

O senador mineiro desejou que Milei realize uma administração de sucesso para o povo argentino e reafirmou o compromisso com o diálogo e com o fortalecimento das relações entre o Brasil e a Argentina.

“Felicito o recém-eleito presidente da Argentina, Javier Milei, a quem desejo uma administração profícua para o povo argentino, que o escolheu de maneira democrática e republicana”, Pacheco.

Nas redes sociais, Lira disse que a Câmara vai continuar trabalhando para estreitar ainda mais as relações entre as duas nações.

“Parabéns ao presidente eleito da Argentina, Javier Milei, e à Argentina pela escolha democrática do novo mandatário do país”, redigiu Lira. “A Câmara dos Deputados continuará trabalhando para estreitar ainda mais as relações comerciais, políticas e culturais entre as duas nações.”

Diferentemente de Lira e de Pacheco,.

A democracia é a voz do povo, e ela deve ser sempre respeitada”, escreveu o petista no . “Meus parabéns às instituições argentinas pela condução do processo eleitoral e ao povo argentino que participou da jornada eleitoral de forma ordeira e pacífica. Desejo boa e êxito ao novo governo. A Argentina é um grande país e merece todo o nosso respeito. O Brasil sempre estará à disposição para com nossos irmãos argentinos.”

Milei não era o candidato apoiado pelo chefe do Executivo, que possui maior preferência pelo peronista Sergio Massa (União pela Pátria), que ficou em segundo lugar na disputa presidencial.

Com pouco mais de 55% de votos, o liberal venceu Massas nas urnas na noite do domingo 19. A distância surpreende, pois as pesquisas eleitorais indicavam um cenário mais acirrado entre ambos.

Até o momento, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Roberto Barroso, não se pronunciou sobre as eleições argentinas.

Presidente eleito da Argentina, Javier Milei, da direita, é crítico de “comunistas”

A vitória de Javier Milei representa um baque para esquerda de dentro e de fora da Argentina. Responsável por tirar o peronismo e o do poder, ele tem histórico de criticar publicamente atores “progressistas” no cenário mundial.

Enquanto candidato, o membro da coligação A Liberdade Avança afirmou que deixaria de manter relações comerciais com o Brasil e com a China.

Na semana passada, ele classificou o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, como . Partido de Lula, o PT anunciou formalmente .

Como presidente da Argentina, Milei terá de encarar problemas a serem deixados pela esquerda. Atualmente, o país registra . Desvalorizado, cada peso vale, no câmbio oficial, US$ 362. Indicadores divulgados em mostram que a pobreza tornou-se problema para cerca de .

Leia também: “‘As tentativas de argentinizar o Brasil serão frustradas’”, entrevista com o economista publicado na Edição 188 da Revista Oeste

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.