Grupo do Whatsapp CuiabĂĄ
PolĂ­tica

Nikolas Ferreira desafia Alexandre de Moraes: Basta! Chega de passar dos limites

2024 word2
CRM Com Automação Canal Mídia

Durante a ComissĂŁo de Segurança PĂșblica da para discutir a criação do Dia Nacional dos Presos PolĂ­ticos, nesta quinta-feira, 16, o deputado Nikolas Ferreira (PL-MG) mandou um recado para o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes: “Chega! JĂĄ deu”, disse o conservador mineiro, sendo ovacionado pelos presentes.

Em debate sobre a criação do Dia Nacional dos Presos Políticos, que, se aprovado, poderå ser comemorado em 9 de janeiro, Nikolas destacou as motivaçÔes que levaram a Corte a condenar os manifestantes de 8 de janeiro.

“Foi todo um processo injusto, persecutório, porque essas pessoas estavam de verde e amarelo”, disse o . “Se estivessem de vermelho, com no peito, ou com a UNE no peito, ou simplesmente black blocs, eles estariam absolvidos.”

Nikolas pediu a Moraes que interrompa suas açÔes autoritårias e afirmou que essa atitude do ministro seria superada pela sociedade brasileira.

“Se o recado que ele queria dar para a direita foi de que ele Ă© malvado, de que ele consegue sim colocar medo nas pessoas”, disse Nikolas, “quero dizer que ele saiu derrotado de tudo isso, mas chega.”

Ferreira tambĂ©m expressou preocupação com o medo que alguns deputados sentem de criticar o magistrado, comparando-o ao personagem Voldemort da sĂ©rie Harry Potter, “aquele que nĂŁo pode ser falado”.

O discurso destacou tambĂ©m a difĂ­cil situação das famĂ­lias dos presos polĂ­ticos, lembrando a morte de ClĂ©riston Pereira da Cunha, conhecido como “ClezĂŁo”, que estava preso na Papuda, em BrasĂ­lia.

“NĂŁo Ă© somente uma luta polĂ­tica que estĂĄ acontecendo aqui, nĂŁo”, lembrou Nikolas. “NĂłs temos famĂ­lias sendo destruĂ­das. Temos hoje uma famĂ­lia que estĂĄ sem um pai, porque o ClezĂŁo morreu na cadeia.”

Nikolas ressaltou que a mesma mĂ­dia que, durante seis anos, insistiu em buscar um culpado pelo assassinato da vereadora Marielle Franco, ignorou a morte do preso polĂ­tico, assim como influenciadores e a classe polĂ­tica.

“Eu nunca vi o presidente do Congresso Nacional fazer um minuto de silĂȘncio pelo ClezĂŁo”, destacou.

Nesse momento, alguĂ©m gritou ao fundo: “Covarde”. Em seguida, Nikolas concordou e repetiu: “Covarde”, aproveitando para mandar outra mensagem, desta vez direcionada ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

“NĂłs nĂŁo temos amnĂ©sia”, falou o deputado. “As pessoas aqui nĂŁo irĂŁo esquecer dos omissos que foram quando pessoas morreram, quando mĂŁes, pessoas comuns estĂŁo presas atĂ© hoje, estĂŁo com tornozeleira eletrĂŽnica. AĂ­ te pergunto: quantos corruptos estĂŁo com tornozeleira eletrĂŽnica em nosso paĂ­s?”

Nikolas Ferreira publicou seu discurso no Twitter/X, confira na Ă­ntegra.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidåria que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.