Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Lula elogia abrigos no Rio Grande do Sul: Paraíso para quem precisa

2024 word1

Depois de ficar no , o Luiz Inácio Lula da Silva disse que a vida nos abrigos para as que perderam sua casas é uma “espécie de paraíso”.

+

A foi dada na quarta-feira 15, durante visita de Lula a um abrigo em São Leopoldo (RS). Em todo o Estado, as enchentes deixaram mais de 76 mil pessoas em abrigos e 149 pessoas perderam a vida; 452 municípios foram afetados.

No discurso, Lula disse: “Eu fico imaginando essa que tá aí. Mulheres com crianças, mães que não têm marido, que têm dois, três filhos, que perderam sua casinha. Qual a expectativa que eles têm? Hora que secar, que tiver que voltar, vou voltar pra onde? Não existe mais o lugar que eu ficava, se existe, tá quase insuportável”, declarou.

E prosseguiu: “Então, termina sendo o abrigo uma espécie de paraíso. ‘Não tenho para onde ir, pelo menos aqui eu estou segurado, recebendo comida, água, assistência médica, assistência social’. E quando terminar? O prefeito fala ‘olha, a água foi embora, a cidade está limpa, cada um volta para sua casa’. Alguns voltarão, e outros perguntarão: ‘Que casa?”.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), expressou sua “surpresa” ao ver “tanta gente negra” no . O chefe do Executivo tem sido criticado por tratar a tragédia do Estado com um viés ideológico e de raça. 

“Não sei se vocês perceberam, com toda a desgraça da enchente, por mais que a gente ”, iniciou Lula. “Eu falei para a Janja no domingo: É impressionante, eu não tinha noção que no Rio Grande do tinha tanta gente negra. Não é possível.”

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.