Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Jorge Kajuru solicita investigação da Polícia Federal sobre proprietário da SAF do Botafogo

2024 word1
CRM Com Automação Canal Mídia

O senador (PSB-) disse que enviou à Polícia Federal (PF) um ofício com pedido de investigação contra o norte-americano John Textor, dono da SAF do Botafogo. Ele deu a declaração nesta terça-feira, 2.

O dono da equipe carioca afirma que houve manipulação no Campeonato Brasileiro de 2023, para supostamente beneficiar o Palmeiras.

Por meio de uma nota divulgada em seu site oficial, o disse que cinco jogadores do São Paulo “manipularam” o jogo contra o time alviverde. 

Na ocasião, o tricolor paulista foi goleado por 5 a 0 pelo seu rival, no Estádio Allianz Parque, no dia 25 de outubro de 2023. O duelo foi válido pela 29ª rodada da competição. 

John Textor
Textor Também Disse Que Tem Uma Gravação Que Mostra Um Árbitro De Futebol Cobrando Uma Propina Que Não Havia Sido Paga | Foto: Reprodução/Twitter/X

De acordo com Textor, a manipulação foi “100% confirmada por principais especialistas e também pela inteligência artificial”. 

“O jogo entre Palmeiras e São Paulo em outubro de 2023 foi, de acordo com especialistas em inteligência artificial, manipulado por ao menos cinco jogadores do São Paulo”, diz trecho da nota divulgada por Textor. “Um total de sete jogadores mostraram desvios anormais em situações cruciais de gols, apesar de que apenas cinco foram julgados de terem ultrapassado limites que deixam claro e convincente a manipulação.”

Textor também disse que tem uma gravação que mostra um árbitro de futebol cobrando uma propina que não havia sido paga. No entanto, até o momento, o dono do Botafogo não apresentou prova. “O Superior (STJD) exigiu que ele apresentasse, mas ele não apresentou”, afirmou o senador goiano. 

Kajuru ainda disse que, caso as denúncias forem verdadeiras, Textor “deveria ser aplaudido”. Se forem falsas, “ele tem de ser banido do Brasil, e preso”. 

O time do São Paulo se posicionou na noite desta segunda-feira, 1º, quando tomou conhecimento das acusações. 

De acordo com a equipe paulista, “tal afirmação, sem nenhum vestígio de prova, ataca a idoneidade de jogadores do elenco profissional masculino e a lisura da instituição São Paulo FC”. 

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.