Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Decisão judicial: Ypê é condenada por apoio a Bolsonaro em live de 2022

2024 word3

A Justiça do Trabalho condenou a empresa Química Amparo, dona da Ypê, por assédio eleitoral. A empresa teria uma live para seus funcionários com o suposto objetivo de persuadi-los a votarem no -presidente Jair Bolsonaro (PL-RJ), então candidato à reeleição em 2022.

A decisão veio da 9ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (), localizada em Campinas (SP).

A Ypê deve evitar propaganda eleitoral a favor de qualquer candidato, sob pena de de R$ 100 mil por infração. A decisão ainda é passível de recurso.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) afirmou que a empresa realizou uma palestra para funcionários depois do primeiro turno das eleições de 2022. O ato configura assédio eleitoral.

A live ocorreu no início da propaganda eleitoral para o segundo turno. A Química Amparo não negou o evento, mas alegou que seu objetivo era apenas “expor o cenário do momento”.

A companhia acrescentou que não quis “constranger” os seus empregados a participarem da palestra, muito menos a votarem em determinado candidato.

O MPT argumentou que a reforma eleitoral ratificou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que declarou inconstitucionais as doações eleitorais por .

Isso impede que a empresa faça campanha ou permita que algum candidato o faça dentro de seu estabelecimento.

A dona da Ypê afirmou que não comenta processos judiciais em curso, mas declarou que recorrerá às instâncias superiores.

“A empresa é uma companhia 100% brasileira, apartidária, e que segue acreditando e investindo no ís há mais de 70 anos”, declarou a proprietária da Ypê.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.