Política

Advogado ligado ao caso Adélio é investigado pela PF por conexão com o PCC

2024 word3

A Polícia Federal (PF) cumpriu mandados de busca e apreensão, nesta terça-feira, 11, contra um dos advogados de Adélio Bispo, por ligação com o Comando da Capital (PCC). Conforme a PF, a Justiça também bloqueou R$ 200 milhões do advogado. O diretor- da PF, Andrei Rodrigues, revelou as informações em um café com jornalistas.

Bispo é conhecido por ser o autor da facada no então candidato Jair Bolsonaro, em 2018, e por sua militância no Psol, entre 2007 e 2014.

adélio bispo, prisão, campo grande, stj, decisão, justiça, facada, jair bolsonaro
Adélio Bispo, pouco depois de ser preso por ter esfaqueado o então candidato Jair Bolsonaro – 6/9/2018 | : Divulgação/Polícia Militar

No dia do crime, havia um registro de visita de Bispo na Câmara dos Deputados. Após o caso, a Polícia Legislativa concluiu que o nome do homem fora inserido por “erro”.

Sobre o crime, a corporação ponderou: “A PF concluiu que houve apenas um responsável pelo a Bolsonaro, já condenado e preso”.

Durante um ato de campanha, em Juiz de Fora (MG), em 6 de setembro de 2018, Bolsonaro foi esfaqueado por Bispo. Às autoridades, Bispo confessou a autoria do crime. À época, a direção nacional do Psol condenou o ataque a Bolsonaro.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.