Grupo do Whatsapp Cuiab√°
Notícias

Como denunciar focos de dengue em Cuiab√°: saiba onde e como agir!

2024 word3
CRM Com Automação Canal Mídia

Com o surto de em todo o pa√≠s e a chegada das chuvas em Mato Grosso, √© importante redobrar os cuidados. Em Cuiab√°, existe um n√ļmero de telefone exclusivo para den√ļncias de focos de mosquitos da dengue: o (65) 3318-6059, contato do Centro de Zoonoses, da Secretaria Municipal de Sa√ļde.

Um erro muito comum da popula√ß√£o √© telefonar para a Vigil√Ęncia Sanit√°ria em busca desse atendimento por√©m os locais fornecem servi√ßos diferentes e isso n√£o √© o recomendado.

2024 word3
Os canais corretos para fazer a den√ļncia s√£o no telefone ou e-mail do Centro de Controle de Zoonoses de Cuiab√°. (Foto: Divulga√ß√£o/SES)

Outra forma de acionar o Centro de Controle de Zoonoses é através do e-mail: ccz.saude@cuiaba.mt.gov.br. Ao acionar a Zoonoses, o denunciante solicita uma ordem de serviço para atendimento.

Para quem mora em pr√©dio, a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Alessandra Carvalho, orienta que n√£o adianta apenas afirmar apenas que viu uma casa ‚Äúpela janela‚ÄĚ; √© preciso divulgar o endere√ßo exato da resid√™ncia que possui foco de mosquito.

Ela destaca ainda que o denunciante pode manter sua identidade em sigilo.

Combate à dengue

A coordenadora do Centro de Controle também ressalta a necessidade de conscientização e participação da população na luta contra a dengue, especialmente diante do aumento de 26% nos casos em comparação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 55 casos confirmados na cidade até o momento.

Segundo a Secretaria Municipal de Sa√ļde, para combater e prevenir a prolifera√ß√£o da dengue na cidade, j√° foram realizadas, apenas este ano, o total de 52.929 visitas domiciliares em diversos bairros da capital, com o objetivo de identificar e tratar potenciais criadouros do mosquito aegypti, transmissor da dengue.

Nesse contexto, foram tratados 5.503 imóveis e 6.209 depósitos que poderiam servir como locais de do vetor.

Além disso, mais de 30 bloqueios de casos suspeitos foram realizados, abrangendo mais de 785 casas, utilizando larvicidas para interromper o ciclo de reprodução do mosquito.

Nos bloqueios, o Centro de Zoonoses vai até o local e aplica larvicida na residência com foco e nos imóveis ao redor, que também possuem risco.

Alessandra Carvalho destaca a import√Ęncia do LIRA (Levantamento de √ćndice R√°pido de Aedes aegypti) para identificar e monitorar os √≠ndices de infesta√ß√£o nos diferentes bairros da capital, para o direcionamento das estrat√©gias de combate de forma mais eficaz.

Uma das a√ß√Ķes adotadas pela foi a campanha ‚Äú10 Minutos contra o Aedes Aegypti‚ÄĚ. Essa iniciativa busca incentivar a popula√ß√£o a dedicar um curto per√≠odo semanal para eliminar poss√≠veis focos do mosquito em suas casas ou locais de trabalho, inspirada em estrat√©gias -sucedidas adotadas em outras localidades.

Parcerias estratégicas com alguns estabelecimentos foram efetivas a fim de unir esforços no combate a esse agravo.

Fonte: primeirapagina

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.