Grupo do Whatsapp Cuiabá
Mundo

Descubra os Segredos Fascinantes da Fecundação do Óvulo em uma Simulação Detalhada

2024 word2
CRM Com Automação Canal Mídia

Um divulgado recentemente por pesquisadores da ETH e da de Munique, na Alemanha, mostra detalhes do processo de fecundação. De acordo com os cientistas, há etapas do processo de ligação entre o espermatozoide e o óvulo que ainda não foram reveladas. Os acadêmicos utilizaram uma simulação de computador a fim de observar em detalhes o momento da concepção.

Quando um espermatozoide desliza suavemente para dentro do óvulo, ocorre uma mudança repentina. Isso porque, nos próximos minutos, mudanças químicas na membrana e na camada externa do óvulo serão desencadeadas, a fim de impedir que mais espermatozoides se fixem, entrando no óvulo já fecundado.

Depois disso, uma série de reações também ocorre à medida que os elementos masculino e feminino se reconhecem quimicamente — é quando suas membranas começam a se fundir. Porém, apesar da importância desses eventos moleculares delicados, os cientistas ainda não conhecem todos os detalhes do processo de fecundação.

A pesquisa se concentrou nos meandros de um complexo proteico especial conhecido pelo seu papel elementar na fecundação.

Nós presumimos que a combinação das duas proteínas (JUNO e IZUMO1) inicia o processo de reconhecimento e adesão entre as células germinativas, permitindo a sua fusão

Paulina Pacak, bioinformática da ETH Zurich

A interação de JUNO (no óvulo) com IZUMO1 (no espermatozoide) é a primeira ligação física conhecida entre duas células sexuais recém-fundidas.

simulações espermatozoide
Diagrama De Um Espermatozoide | Imagem: Wikimedia Commons/Reprodução

Esforços com a finalidade de desenvolver inibidores moleculares da união entre ambas as proteínas — como um potencial contraceptivo —, no entanto, não obtiveram sucesso. Assim, os cientistas suspeitam de que pode haver mais interações moleculares do que sabemos.

Supercomputador simula interações entre espermatozoide e óvulo

As proteínas são produzidas constantemente no interior das células, flutuando numa mistura aquosa de citoplasma, ligando-se e desligando-se dos seus parceiros e também sendo recicladas pelo organismo.

A cientista Pacak, com seus colegas, decidiu usar um supercomputador suíço a fim de simular as interações entre as proteínas JUNO e IZUMO1 na água, ambiente semelhante às suas formas naturais nas células.

As simulações duraram alguns nanossegundos, mas mostraram que a união das proteínas é estabilizada por uma série de interações não covalentes fracas (ligações que não envolvem o compartilhamento de elétrons) e de curta duração. Esses podem fornecer dados para o entendimento da infertilidade — como também dos .

Apesar de serem apenas simulações de computador baseadas em sequências e formas de proteínas, as descobertas, segundo os , fornecem uma nova visão dos primeiros momentos da fertilização humana, quando do encontro do espermatozoide com o óvulo no útero materno.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.