Mundo

Brasileiros são vítimas de sequestro e violência por taxistas no México: o que se sabe até agora

2024 word1

Em 21 de maio, um motorista de aplicativo e sete turistas foram sequestrados, torturados e agredidos por taxistas em Cancún, no . O grupo foi libertado pela polícia mexicana depois de 12 horas em cativeiro.

Os brasileiros foram resgatados por agentes da . Dois homens e uma mulher precisaram de cuidados médicos, enquanto os demais ficaram sob proteção das autoridades locais.

Os brasileiros chamaram o serviço de aplicativo ao desembarcarem no terminal de ônibus ADO. Porém, foram rendidos e levados para um esconderijo na saída de Cancún, próximo à Avenida José López Portillo, no entroncamento Gas Auto.

O carro com os brasileiros foi interceptado por dois veículos do Sindicato Andrés Quintana Roo. A sessão de tortura começou durante o deslocamento e continuou no cativeiro, onde também tiveram seus pertences roubados.

Sindicato de taxistas do México não se pronunciou

Fachada do Sindicato de Taxistas'Andrés Quintana Roo', em Cancún, no México | Foto: Reprodução/Redes sociais
Fachada Do Sindicato De Taxistas ‘Andrés Quintana Roo’, Em Cancún, No México | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Depois de serem libertados, os brasileiros e o motorista caminharam aproximadamente quatro quilômetros até serem socorridos. Jesús Almaguer, presidente da Associação de Hotéis de Cancún, afirmou que vem “monitorando e pressionando as autoridades para punir essas pessoas sem noção de forma exemplar”.

O sindicato de taxistas Andrés Quintana Roo não fez comentários sobre o caso.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.