Grupo do Whatsapp Cuiabá
Mundo

Biden avança em acordo para enviar US$ 1 bilhão em armas para Israel: última atualização.

2024 word1
CRM Com Automação Canal Mídia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, notificou o Congresso norte-americano nesta terça-feira, 14, sobre um novo pacote de armas para Israel, que ultrapassa US$ . A informação foi divulgada por oficiais norte-americanos, conforme reportado pelo Wall Street Journal.

A comunicação ocorre menos de uma semana depois de a suspender o envio de bombas em resposta à ofensiva planejada por Israel em Rafah, na Faixa de Gaza.

O pacote inclui US$ 700 milhões em munição de tanque, US$ 500 milhões em veículos táticos e US$ 60 milhões em munições de morteiro.

No entanto, ainda há várias etapas antes da aprovação final e da entrega dessas armas.

A decisão de seguir com o pacote de armamento enfatiza a hesitação de Biden em romper com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, especialmente em relação à operação em Rafah, restringindo acordos de armas de longo prazo com seu aliado estratégico no Oriente Médio.

A Casa Branca enfrenta críticas de ambos os lados do espectro político nos EUA por seu apoio militar contínuo a Israel na guerra contra o Hamas em Gaza, que já dura sete meses.

Democratas pressionam Biden a limitar as transferências de armas ofensivas para Israel, com o objetivo de proteger civis palestinos. Em contrapartida, muitos republicanos condenam qualquer redução no apoio militar a Israel.

Biden falou em reter armamentos a Israel

Biden afirmou na semana passada que poderia considerar a retenção de outras armas se Israel atacasse áreas muito povoadas em Rafah. No entanto, garantiu que continuaria a fornecer armamentos para autodefesa de Israel.

Em resposta à suspensão do envio de bombas, Netanyahu declarou que Israel continuaria a guerra, mesmo que sozinho. “Se tivermos de ficar sozinhos, ficaremos sozinhos”, disse. “Se precisarmos, lutaremos com as unhas, mas temos muito mais do que unhas.”

Desde o início da guerra, os EUA enviaram a Israel dezenas de milhares de bombas, munição de tanque, artilharia, armas de precisão e equipamentos de defesa aérea, ao utilizar US$ 23 bilhões em transferências de armas previamente aprovadas pelo Congresso.

Mesmo com a ameaça mais severa de Biden desde o início da guerra, as Forças de Defesa de Israel (FDI) avançaram em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, e alcançaram algumas zonas residenciais próximas à fronteira com o Egito. O já deslocou mais de 1 milhão de civis palestinos para a cidade.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.