Grupo do Whatsapp Cuiabá
Mundo

Avião da Latam colide com a pista ao decolar em Milão, Itália

2024 word1

Um avião da que decolou de Milão, Itália, rumo a Guarulhos, São Paulo, bateu a cauda ao levantar voo e precisou retornar ao aeroporto italiano nesta terça-feira, 9.

O voo LA-8073, operado por um Boeing 777-300ER, teve a cauda atingida no chão durante a decolagem no Aeroporto de Malpensa. O incidente, conhecido como tail strike, ocorreu devido à decolagem tardia do avião no final da pista.

O avião decolou às 8h07, no horário de Brasília, e retornou a Milão às 9h37. Durante o voo, o Boeing 777 circulou no ar para liberar combustível, visando a um pouso mais seguro, conforme o site FlightAware.

O Aeroporto de Milão ficou parcialmente interditado. O Boeing 777 foi acompanhado por caminhões de italianos até o portão, causando atrasos em alguns voos.

Em nota, a Latam informou que durante a decolagem houve um “contato entre a parte traseira da aeronave e a pista”. A companhia afirmou que o desembarque “ocorreu normalmente, em segurança e sem intercorrências”.

Os passageiros foram realocados em outro voo e não houve feridos, reiterou a Latam. “Toda a assistência necessária está sendo oferecida aos passageiros, que serão realocados em outros voos da companhia”, informou a companhia.

“A Latam lamenta os transtornos causados aos passageiros e reforça que todas as suas decisões visam a garantir a segurança de todos”, acrescentou.

Passageira confunde com saída de emergência de avião

Uma passageira chinesa obrigou a companhia aérea a esvaziar o depois de confundir a saída de emergência com o banheiro. O incidente aconteceu na última quinta-feira, 4, no voo que partiria de Quzhou para Chengdu, no sudoeste do país. 

De acordo com o South China Morning Post, esta era a primeira vez que a mulher, que não teve seu nome divulgado, viajava de avião. Ainda com a aeronave em solo, ela abriu a saída de emergência por engano e, consequentemente, acionou o escorregador de evacuação. O voo teve de ser depois do incidente.

A companhia aérea alojou os passageiros em um hotel. Além disso, deu-lhes uma compensação de 400 yuans (R$ 300).

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.