Eventos

Livro de Poesias: Descubra o Encanto de Trancas e Aldravias em Cada Palavra!

2024 word3

Você já ouviu falar em aldravias? São poemas curtos, mas repleto de significados. Este é o tema do podcast literário Tá Lendo o Quê, da , desta sexta-feira (7), que apresenta a obra Trancas e Aldravias, da escritora sul-mato-grossense Iolete Moreira. É um para quem quer contemplar a presente em poucas .

2024 word3
Iolete Moreira (Foto: Raquel De Souza)

Confira o episó completo da Morena FM:

“Uso aldravia c’medida conforme recomendação poética”

O trecho acima, com apenas 6 palavras soltas, é uma das aldravias escritas pela autora Iolete Moreira, pioneira do gênero no estado. Segundo ela, essa jovem categoria foi criada há pouco mais de .

“Trancas e Aldravias” é assim mesmo: simples, curto e objetivo, para formar uma poesia em que a interpretação fica a sabor do leitor.

“Aldravias é uma poesia minimalista, a única que não é de origem europeia, é brasileira. Foi instituída em Mariana, Minas Gerais, por um grupo de intelectuais, que perceberam a necessidade de criar um tipo de poesia com poucas palavras, pois o povo brasileiro não gosta muito de ler, preferindo notícias curtas como as da internet.”

Iolete Moreira

Dividida por temas como direitos das mulheres, família, guerra e , e mudanças climáticas, a obra reúne mais de 100 poesias.

As queimadas no bioma Pantanal foram inspiração para uma das aldravias de Iolete.
“Pantanal sofre ar/dor chamas e fumaças”.

O limite de seis palavras, segundo a escritora, se dá de forma aleatória, mas preocupada com a produção que condense o máximo de significado com o mínimo de palavras.

“Esse livro é para todas as idades: crianças, adultos e idosos, porque é uma forma prática de levar o gosto pela leitura através das aldravias. A força das palavras e como é bom conhecer palavras. Você tem que ter seis palavras inteligentes para montar uma frase. O leitor vai ler e construir a dele.”

O movimento cultural defende a expressão de liberdade, o rompimento de barreiras formais de produção e a ousadia de criar conceitos novos. Confira abaixo outra poesia:

“Vida, saudável, procura, primavera no calor.”

O prefácio da obra foi confiado à também escritora Raquel Naveira. Ela é uma incentivadora e entusiasta do estilo.

“Iolete é pioneira, tão contemporânea no ritmo da linguagem da internet, na síntese com profundidade. É um projeto literário singular. Foi uma alegria escrever o prefácio. Termino com essa aldravia: ‘Novo gênero chega dá licença poesia?’”

A força de um livro está definitivamente em seu texto, mas quando há ilustrações, ele se torna mais encantador. Entre desenhos e pinturas multicoloridos, o artista plástico Guto Naveira deu vida às páginas, combinando o clássico pop art com o tradicional cartoon dos desenhos animados e do grafite.

“Participar do projeto foi uma honra, muito legal. Foi uma imersão na obra, exigiu bastante concentração para poder passar o lado lúdico, bem simples da poesia como um todo. São poemas muito contemporâneos que vale a pena conferir. Qualquer página do livro que se abre é um presente e a ilustração tentou seguir esse caminho.”, disse.

Fonte: primeirapagina

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.