Grupo do Whatsapp Cuiabá
Economia

ICMS: Reajuste eleva preço de remédios em alguns Estados

2024 word1
CRM Com Automação Canal Mídia

Já está valendo nas farmácias de todo o ís a nova tabela de preços dos medicamentos que sofreram reajuste do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). Autorizado pelo Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o aumento dos valores dos remédios leva em conta o IPCA acumulado em 12 meses. 

De acordo com o Sindicato da Indústria Farmacêutica, a nova precificação não ocorre de maneira uniforme, pois depende dos estoques e da concorrência no setor. De toda forma, o aumento de 4,5% irá pesar no bolso dos brasileiros. 

Mais de 10 mil apresentações de remédios de uso contínuo sofreram alta desde o , data da validação do governo federal.

O porcentual surgiu do teto de reajuste anual estabelecido pela , vinculada ao .

No Estado do Rio de Janeiro, os consumidores devem sentir mais o aumento dos preços nas próximas semanas. Isso porque, em 20 de março, também passou a valer a alta do ICMS, que foi de 18% para 20%. Ao se somar isso à taxa do Fundo Estadual de Combate à Pobreza, a alíquota chega a 22% — a maior do país. O aumento deve ser repassado aos consumidores.

Remédio genérico AnvisaRemédio genérico Anvisa
Novos Valores Dependem Dos Estoques E Da Concorrência No Setor | Foto: Wikimedia Commons

Saiba como economizar na compra de medicamentos:

  1. compare preços entre farmácias;
  2. negocie os valores, uma vez que a precificação de remédios é dinâmica;
  3. consulte preços de genéricos; e
  4. verifique seus direitos em programas públicos.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.