Política

Vereador de Cuiabá pode ser cassado após petista perder mandato

2024 word1

Conteúdo/ODOC – Uma semana após a vereadora Edna Sampaio (PT), ser cassada pela acusação de rachadinha na Câmara de Cuiabá, uma nova comissão processante foi aberta com objetivo de investigar denúncias contra o vereador Paulo Henrique (PV),

O do Partido Verde foi da Operação Ragnatela, deflagrada na semana passada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco).

O parlamentar teve o carro e o celular apreendidos e denúncias apontam que ele teria se aproveitado de sua influência para garantir a liberação de licenças e alvarás de shows promovidos supostamente organizado por uma facção. Ele ainda teria recebido vantagens financeiras pelo .

Diante das denúncias, a oposição, Maysa Leão (Republicanos), Michelly Alencar (União), Luiz Fernando (União), Dilemário Alencar (União), Sargento Joelson (PSB), Demilson Nogueira (PP) e Eduardo Magalhães (Republicanos), fizeram um requerimento de abertura de uma comissão processante.

“Os vereadores solicitam a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cuiabá que o grave caso que envolve o nome do vereador Paulo Henrique seja remetido à Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, para os devidos encaminhamentos, devendo a apontada Comissão emitir parecer sobre o caso, observando o devido processo legal e o direito a ampla defesa e do contraditório ao parlamentar”, afirma a representação.

Fonte: odocumento

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.