Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Laudo médico de Clezão encaminhado ao STF evidencia perigo iminente de óbito por mal súbito

2024 word2

Obtido por , um laudo médico do nesta segunda-feira, 20, depois de um mal súbito, na Papuda, mostra que o homem tinha comorbidades que poderiam levá-lo a óbito.

Conforme o documento datado de fevereiro, mas que consta como protocolado à ação de Cunha no em maio deste ano, Clezão tinha vasculite de múltiplos vasos e miosite secundária à covid-19.

pf erro moraes 8 janeiropf erro moraes 8 janeiro
O ministro Alexandre de Moraes, durante a posse de Luís Roberto Barroso na presidência do STF – 29/09/2023 | Foto: Wallace Martins/Estadão

De acordo com o laudo, Cunha chegou a ficar internado, por mais de 30 dias, em virtude do novo coronavírus, “fazendo uso de medicação diária, de 12 em 12 horas, pois corre de morte, em caso de não utilizar os fármacos”.

“Desde que está preso, não tem se medicado, correndo risco iminente de sofrer um mal súbito e ir a óbito no Centro de Detenção Provisória, local em que se encontra”, advertiu o de Cunha, Bruno Sousa, no processo.

Causa da morte de Clezão

Até o momento, não se sabe muitos detalhes da causa da morte de Clezão. A informação mais recente deu conta de um “mal súbito”. O homem desmaiou, durante um banho de sol. O Corpo de Bombeiros tentou reanimá-lo, mas sem sucesso.

Leia também: “O triunfo da injustiça”, reportagem publicada na Edição 182 da Oeste

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.