Grupo do Whatsapp Cuiabá
Política

Deputada Coronel Fernanda lidera investigação sobre crise humanitária na Terra Yanomami: saiba mais!

2024 word1

2024 word1

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), indicou a deputada Coronel Fernanda (PL-MT) para liderar uma externa que investigará a crise humanitária enfrentada pelos indígenas yanomamis no Norte do país. A iniciativa, proposta pela própria deputada mato-grossense, tem como objetivo principal acompanhar de perto as medidas adotadas pelo governo federal em relação à crise vivenciada pelos indígenas, especialmente no que diz respeito à saúde, segurança e proteção de seu território contra invasões ilegais, e o .

“É hora de agir com urgência para proteger os yanomamis e garantir que suas vozes sejam ouvidas no combate à crise humanitária que enfrentam,” afirmou a deputada Coronel Fernanda.

A comissão será composta por Abilio Brunini (PL-MT), Capitão Alberto Neto (PL-AM), Coronel Assis (União-MT), Coronel Chrisóstomo (PL-RO), Cristiane Lopes (União-RO), Dr. Fernando Máximo (União-RO), Gabriel Mota (Republicanos-RR), Gisela Simona (União-MT), José Medeiros (PL-MT), Lucio Mosquini (MDB-RO), Nicoletti (União-RR), Pastor Diniz (União-RR), Silvia Cristina (PL-RO) e Silvia Waiãpi (PL-AP).

“A situação dos indígenas é um reflexo da negligência do poder público e exige uma resposta imediata do poder legislativo para garantir a segurança e bem-estar de todos no território yanomamis,” destacou a deputada Coronel Fernanda.

“A Comissão Externa não se limita apenas à fiscalização das ações do ; seu papel também incluirá a identificação dos problemas e necessidades, visando contribuir para a elaboração de soluções legislativas que assegurem a segurança dos indígenas yanomamis,” acrescentou.

A deputada ressaltou ainda que a grave situação enfrentada pelos yanomamis, evidenciada pelo aumento significativo de mortes, principalmente entre crianças e bebês, mostra a inércia do governo federal em relação à necessidade de ações efetivas para garantir a segurança e proteção dos indígenas, incluindo a presença das Forças Armadas e da Polícia Federal na região, “investimentos em ações estruturantes e ações judiciais para expulsar garimpeiros do território yanomami,” reforçou a parlamentar destacando também “a ineficiência do poder público na entrega de assistência básica, como cestas básicas, e a falta de estrutura além do necessário da Funai para lidar com a situação.”

Fonte: odocumento

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.