Grupo do Whatsapp Cuiabá
Notícias

Desembargador decide restituir veículo apreendido por juros abusivos: entenda o caso e seus direitos

2024 word3
CRM Com Automação Canal Mídia
por causa juros abusivos desembargador manda devolver veiculo apreendido

Via @consultor_juridico | A mora ( no pagamento da dívida) deve ser desconsiderada em situações em que é constatada a cobrança ilícita de juros remuneratórios ou capitalizados no período de adimplência do contrato.

Com essa fundamentação, o desembargador Guilherme Nunes Born, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), mandou uma instituição financeira devolver o veículo apreendido de um consumidor, entendendo que a taxa de juros do contrato relativo a um empréstimo foi abusiva.

O banco pediu pela após o atraso no pagamento. O veículo do cliente foi apreendido por força de decisão liminar.

Na primeira instância, a Justiça entendeu que o não pagamento das parcelas, no valor de R$ 900, junto do fato de que o dono do veículo foi notificado extrajudicialmente, eram suficientes para a apreensão do carro.

Segundo a Lei 4.595/1964, as instituições financeiras podem decidir livremente as taxas de juros a ser estabelecidas em operações cotidianas, contanto que se limite a 12% ao ano.

Com a revogação da medida liminar, o ordenou a restituição do veículo. Ainda, segundo o desembargador, em caso de alienação deste, não sendo mais possível a devolução, deve ser restituído ao devedor o equivalente ao valor do mercado quando da apreensão, com base na tabela Fipe.

O banco credor foi sentenciado a pagar uma multa de 50% do valor originalmente financiado. O patrocínio do autor do processo foi feito pelo advogado Lucas Matheus Soares Stulp.

Clique aqui para ler o processo

  • Processo 5061049-68.2022.8.24.0930

Victória Cócolo
Fonte: @consultor_juridico

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.