Mundo

ONU aprova plano de cessar-fogo em Gaza: o que isso significa?

2024 word2

O aprovou, nesta segunda-feira, 10, com 14 votos a favor e uma abstenção da Rússia, uma resolução que valida o cessar-fogo na Faixa de Gaza, proposto pelos Estados Unidos (EUA). A resolução, segundo a Folha de S. Paulo, e pressiona o grupo terrorista Hamas a aceitar o acordo.

Nenhum governo se opôs. A proposta, idealizada pelos EUA, visa a convencer o Hamas, autor dos ataques em 7 de outubro, a aceitar um plano em três etapas, embora o grupo palestino desejasse um cessar-fogo total e imediato.

Instantes depois da , o Hamas sinalizou disposição para cooperar com mediadores na implementação dos termos.

“Confirmamos nossa disposição de trabalhar com nossos irmãos interlocutores para negociar indiretamente sobre como implementar esses princípios que coincidem com as demandas de nosso povo e da resistência”, afirmou o grupo terrorista, segundo a Folha.

Nos bastidores, o governo de Joe Biden obteve apoio da Autoridade Palestina (AP), o que inclui um compromisso de manter o cessar-fogo temporário mesmo sem acordo na primeira etapa. Com o apoio palestino, Rússia e China não vetaram a proposta dos EUA, considerada pelos negociadores como a melhor chance de acordo em mais de oito meses de .

Reações e

“Estamos esperando que o Hamas aceite o acordo de cessar-fogo que ele alega querer”, disse a embaixadora dos EUA na ONU, Linda Thomas Greenfield. “A cada dia que passa, o sofrimento continua”, alertou.

A guerra já resultou em mais de 37 mil mortos e 100 mil feridos. Os números de mortos entre os palestinos são fornecidos pelo Ministério da Saúde de Gaza, entidade que faz parte da administração do grupo terrorista.

Amar Bendjama, embaixador da Argélia e representante dos países árabes no conselho, votou a favor da resolução, considerando-a um passo para um cessar-fogo imediato e duradouro.

“Esse texto não é perfeito, mas oferece um vislumbre de esperança para os palestinos”, declarou Bendjama. A resolução, anunciada por Joe Biden e aceita por , conclama o Hamas a seguir o mesmo caminho e insta ambas as partes a implementarem os termos sem demora e sem condições.

Plano de cessar-fogo em três fases

O plano prevê um cessar-fogo completo em três etapas. A primeira fase inclui um cessar-fogo imediato, a libertação de reféns em troca de prisioneiros palestinos, a retirada das forças israelenses de Gaza e a distribuição de assistência humanitária.

A segunda fase, mediante acordo, prevê o fim permanente das hostilidades e a retirada total das . A terceira fase envolve um plano de reconstrução plurianual para Gaza e a devolução dos restos mortais de reféns falecidos.

A proposta alerta que, se as demorarem mais de seis semanas para a primeira fase, o cessar-fogo continuará enquanto as negociações prosseguirem.

O documento rejeita qualquer tentativa de mudança demográfica ou territorial em Gaza e reitera o compromisso com a solução de dois Estados, enfatizando a importância de unificar Gaza e Cisjordânia sob a AP.

Fonte: revistaoeste

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.