Mundo

Olimpíadas de Paris 2024: Conheça as medidas para torná-las as mais sustentáveis da história!

2024 word3

A 2024 adotou diversas medidas para se tornar a edição mais sustentável da história dos Jogos Olímpicos. Segundo o Comitê Organizador, a intenção é gerar menos da metade dos gases de efeito estufa que foram emitidos em 2012, nos Jogos de Londres.

Mais cílios, eliminação de geradores movidos a , despoluição do Rio Sena e a instalação de painéis solares, essas são algumas medidas que o país tomou para alcançar a meta. Além disso, os pódios utilizados serão de plástico reciclável e, após o término do evento, serão reutilizados.

A famosa Vila dos Atletas, onde as estrelas do esporte se hospedam durante os jogos, também foi construída pensando no futuro. Com uma área de 52 hectares, o complexo, uma vez terminada a edição, se transformará em um grande bairro que beneficiará 6 mil moradores e será totalmente alimentado por energia geotérmica e solar.

O verde em Paris 2024

Desde quando foi anunciada como sede dos Jogos Olímpicos 2024, Paris começou uma grande operação para “esverdear” o evento.

Incluindo arquitetura sustentável, uso de materiais reciclados na construção de espaços e despoluindo rios, a Olimpíadas de Paris caminha a passos largos para entrar na história como a mais verde.

Veja abaixo algumas medidas adotadas pelo Comitê Organizador:

Sustentabilidade ganha eventos

Segundo Bruno Brum, CMO da End to End, agência oficial de conteúdo digital do Time Brasil e do Comitê Olímpico Brasileiro em Paris, não há mais espaço para retroceder quando se trata do meio ambiente.

“É fundamental que o maior evento esportivo do mundo invista em iniciativas sustentáveis. Estamos testemunhando a cada ano o impacto causado pela interferência humana no meio ambiente, o que resulta em tragédias. Por isso, é preciso dar o exemplo para a população.

A de Bruno vai ao encontro do que explica Léo Rizzo, CEO da Soccer Hospitaliyy, empresa com camarotes nos principais estádios do Brasil e no Sambódromo do Anhembi.

“Precisamos fazer a nossa parte sempre e fomentar a discussão sobre a importância da reciclagem e da sustentabilidade. Um evento gigantesco, com uma visibilidade mundial, igual a uma Olimpíada, é perfeito para que as empresas possam investir em ativações que conscientizem a população

Leia mais notícia

Brasil mais verde

E o Comitê Olímpico Brasileiro também segue o exemplo de investir em ações nesse sentido.

Recentemente, a instituição lançou um projeto chamado Floresta Olímpica do Brasil, em Tefé e Alvarães, no Amazonas.

A ação vai reflorestar aproximadamente 6,3 hectares de floresta próximas a comunidades ribeirinhas, indígenas e .

A grande estrela da campanha é a skatista , embaixadora de sustentabilidade do COB e a medida foi muito elogiada por Thomas Bach, presidente do COI.

“O tema da preservação e recuperação do meio ambiente é muito importante para toda a sociedade, e para o esporte não é diferente. É verdade que toda empresa gera impacto social e ambiental e o Movimento Olímpico como um todo tem que assumir essa ”, disse Paulo Wanderley, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro.

A construção da Vila Olímpica e Paralímpica emitiu menos CO2 do que construções convencionais.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Equipe France (@equipefra)

O pódio, que vai coroar os medalhistas, foi produzido com plástico 100% reciclado. Foto: Lorena Dillon.

O pódio, que vai coroar os medalhistas, foi produzido com plástico 100% reciclado. Foto: Lorena Dillon.

Com informações de Terra e Exame.

Fonte: sonoticiaboa

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.