Grupo do Whatsapp Cuiabá
Food

‘Fruta antes de dormir: aliada para emagrecer e mais benefícios’

2024 word2

Nenhum alimento sozinho é capaz de promover a perda de peso. Para perder peso, é preciso consumir menos calorias do que se gasta. Dito isso, a maçã é uma ótima aliada na jornada rumo ao emagrecimento. Isso porque a fruta possui alto teor de fibras, o que gera saciedade e reduz o apetite —ponto importante se consumida junto com refeições noturnas.

Além disso, a maçã também tem poucas calorias e baixo índice glicêmico, ou seja, não causa grandes picos de açúcar no sangue após ingestão —o que favorece um sono tranquilo.

Um estudo publicado na revista Food Chemistry em 2014 analisou como os compostos de sete tipos de maçãs afetaram as boas bactérias intestinais de camundongos obesos. Os pesquisadores descobriram que a fruta tem um efeito benéfico sobre as bactérias intestinais. Eles acreditam que essa descoberta pode levar a novas estratégias que previnam a obesidade em humanos.

Outro benefício é que as fibras da maçã formam um gel que tem atuação direta na proteção da mucosa gástrica. Uma maçã depois de uma refeição ou antes de dormir ajuda a neutralizar o ácido estomacal, criando um ambiente alcalino no estômago e melhorando os sintomas de quem tem refluxo gástrico.

Além disso, comer maçã também faz bem para o cérebro. A quercetina (um dos antioxidantes encontrados em abundância na fruta) é um dos compostos que ajudam a reduzir a morte celular causada pela oxidação e inflamação dos neurônios. Além disso, ela tem vitaminas do complexo B, vitamina C e ácido fosfórico, o que protege o sistema nervoso. Uma boa noite de sono potencializa esses benefícios.

Uma maçã por dia é suficiente. Recomenda-se consumir a fruta in natura e com casca para melhor aproveitamento dos nutrientes. Quando a maçã é ingerida na forma de suco, por exemplo, perde-se bastante o teor de fibras da fruta e seus benefícios ficam reduzidos.

Veja outras vantagens de consumir maçã diariamente:

Menor risco de problemas cardiovasculares;

Diminuição no risco de diabetes tipo 2;

Melhora o funcionamento do intestino;

Ajuda a prevenir diversos tipos de cânceres, como de pulmão, intestino, boca, sistema digestivo e até mesmo de câncer de mama;

Menor risco de desenvolver asma;

Contribui para limpeza dos dentes e gengivas, prevenindo cáries;

Fortalece o sistema imunológico;

Reduz o colesterol ruim;

Aumenta a densidade óssea;

Previne doenças oculares;

Retarda o envelhecimento.

Fontes: Andrea Pereira, nutróloga do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein e da Obesidade e Cirurgia Bariátrica da UNIFESP; Luísa Tonello Vargas Negri, nutricionista do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; Regina Stikan, nutricionista do Hospital Santa Catarina.

*Com informações de reportagem publicada em 18/11/2018

Fonte: uol

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.