Grupo do Whatsapp Cuiabá
Boas Ações

Casal recebe prêmio por criar 150 filhos e espalhar amor ao próximo

2024 word2

Um casal de idosos fez a diferença na vida de muita gente: eles já criaram mais de 150 filhos. A dupla dá lar temporário para crianças há 45 anos e foi premiada este mês pela iniciativa forrada de .

Robert e Margaret Isdale são velhos conhecidos na região onde moram, em Lincolnshire, Inglaterra. Nas últimas décadas, diversas histórias passaram pela vida dos dois. Eles ganharam um prêmio este mês em reconhecimento aos serviços de acolhimento prestados.

“Você está proporcionando à criança um ambiente seguro e amoroso até que os pais possam ser encontrados”, disse Robert, de 81 anos. E mesmo agora que chegaram a casa dos 80, eles não pretendem parar. “É algo que sempre quisemos fazer e gostamos de fazer”. Agora, Robert e Margaret estão cuidando de uma criança de 8 meses.

Começaram há anos

A primeira adoção foi em 1978, quando o casal acolheu uma adolescente em casa.

Agora, quase 40 anos depois, eles já somam mais de 150 crianças, jovens e muitas histórias de amor.

O primeiro bebê que a dupla adotou, ficou com eles durante cinco meses. Robert e Margaret até pensavam em se candidatar para realizar a adoção formal, mas, tempos depois, a mãe biológica quis a criança de volta.

O amor vai e volta

O casal formou um vínculo tão forte com a última menina que criou, que os pais adotivos da garota pediram à dupla que se tornasse padrinhos de batizado.

“Foi tão adorável ser convidada. Me fez chorar. Ela é uma garotinha adorável e seus pais adotivos também são adoráveis. Nós a tivemos por 14 meses, desde quando ela tinha 5 dias de idade e agora ela tem quase 3”, contou Margaret.

Para ela, um dos momentos mais emocionantes é quando as crianças se mudam. “Não porque queremos nos livrar deles, mas porque conhecer novas famílias e vê-las instaladas é lindo”, explicou Robert.

Garota com Down

Dentre as mais de 150 histórias, uma delas marcou a dupla. Foi Kim, uma menina que nasceu com síndrome de Down e com um problema cardíaco complexo e que foi adota pelos dois em 1987.

“Quando pegamos a Kim, ela tinha um prognóstico de vida entre 6 e 9 meses e tinha um problema cardíaco grave, mas não deixou que isso a afetasse”, contou o idoso.

Kim sobreviveu até os 21 anos, e, quando se tornou adulta decidiu que queria conhecer os pais biológicos.

“A assistente social localizou a mãe dela, perto de nós, embora morássemos a algumas horas de distância. Oito meses antes dela morrer, ela conheceu sua família biológicos e parentes que ela nem sabia que existiam”, disse Robert.

Para deixar a memória de Kim viva, Robert e Margaret ficaram amigos da família. “Ainda somos bons amigos da mãe biológica de Kim”, contou a dupla.

Amor reconhecido

Todo esforço para proporcionar uma nova vida para crianças e adolescentes lhes rendeu um prêmio.

Robert e Margaret ganharam uma homenagem do Conselho do Condado de Lincolnshire no início do mês.

Na ocasião, a dupla foi bastante aplaudida no local e ganhou, além de uma placa de felicitações, rosas e presentes.

Leia mais notícia

Cuidando de um bebê

E mesmo depois de tanto trabalho, eles não pretendem parar.

“Eles têm muito poucos cuidadores e adotantes em nossa área, então nunca sabemos quanto tempo uma criança vai ficar conosco. Acho que depende de quem vem junto. O principal é a segurança das crianças, mas neste momento estamos bem!”, disse a dupla.

Atualmente, o casal cuida de um bebê de oito meses de idade. “Nós o vimos no hospital, ele é simplesmente adorável”, disse a mulher.

E não há problema aqui que não seja contornado! “Quando você chega à nossa idade, você acorda algumas vezes durante a , e um carrinho de bebê é um bom substituto para um andador. E nós dois somos adeptos de fraldas”, brincou Robert.

Brincadeiras à parte, a mulher disse que o pequeno dorme muito bem durante a noite.

O casal adotou Kim e depois que a menina faleceu, continuaram amigos da mãe biológica da criança. Foto: Robert Isdale.

O casal adotou Kim e depois que a menina com Down faleceu, continuaram amigos da mãe biológica da criança. – Foto: Robert Isdale.

Kim foi oficialmente adotada pela dupla em 1987. Foto: Robert Isdale.

Kim foi oficialmente adotada pela dupla em 1987. Foto: Robert Isdale.

Com informações de People.

Fonte: sonoticiaboa

Sobre o autor

Avatar de Redação

Redação

Estamos empenhados em estabelecer uma comunidade ativa e solidária que possa impulsionar mudanças positivas na sociedade.